Margarita Hernández Pascual




Diretora, roteirista e produtora de cinema. Nascida na cidade de San Antonio de los Baños, Cuba, em 1960. Tem dirigido e roteirizado diversos documentários premiados no Brasil e no exterior. Seu mais recente longa, “Che. Memórias de um ano secreto”, atualmente em fase de finalização, será lançado em 2017. Como produtora executiva, tem produzido longas documentários e de ficção, tais como “Os Últimos Cangaceiros” e “A Ilha da Morte”. Atualmente dirige a produtora de cinema Bucanero Filmes. Desde o ano 2000 é coordenadora geral do Festival Ibero-americano de Cinema Cine Ceará.

Filmografia

Direção e roteiro

2017 Che: Memórias de um ano secreto. Documentário 81´.Full HD.

2013 Pausas. Documentário. 27’. Full HD.

2006 Filipe. Documentário. 14’. 35 mm.

2001 Labirinto. Documentário. 18´.35 mm.

1999 Uma Nação de Gente. Documentário. 17’. 35 mm.

 

Produção Executiva

2011 Os Últimos Cangaceiros. Documentário. 79’. 35 mm.

2006 A Ilha da Morte (El Cayo De La Muerte). Ficção. 88’. 35 mm.

2006 Filipe. Documentário. 14’. 35 mm

2004 Borracha para a Vitória. Documentário TV. 55’.

2001 Labirinto. Documentário. 18’. 35 mm.

1999 Uma Nação de Gente. Documentário. 13’. 16 mm

1999 Milagre em Juazeiro. Docudrama. 83’. 35 mm


Prêmios

"Uma Nação de Gente"

Prêmio Melhor Produção Cearense, Melhor Edição e Melhor Trilha Original, 9° Cine Ceará, 1999.

Tatu de Ouro ao Melhor Documentário, XXII Jornada Internacional da Bahia, 1999.

Melhor Documentário, VII Festival de Cinema e Vídeo de Cuiabá, Matogrosso, 1999.

Melhor Filme 16 mm, XXXII Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, 1999

Melhor Documentário, 40 Festival Internacional de Cine de Cartagena, Colombia, 2000.

Melhor Trilha Original IV Festival de Recife , 2000.

Melhor Documentário, Melhor Filme, Prêmio Unesco ao Melhor Filme Nacional e Melhor Montagem, XXIII Festival Guarnicê de Cine-Vídeo de Maranhão, 2000.

Melhor Filme 16 mm do Festival de Gramado, 2000.

Prêmio Ceará de Cinema e Vídeo 2003

 

"Filipe"

Margarida de Prata, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, CNBB, 2007.

Melhor Edição de Som (Simone Petrillo e Vinícius Leal), 2º Festival Cine Música, Conservatória, 2008

5ª Mostra Nacional Vídeo Saúde, Segundo colocado, Fundação Oswaldo Cruz, 2008.

 

“Labirinto”

Melhor Documentário no 25° Festival Guarnicê de Cine-Vídeo, Maranhão, 2002.

Prêmio Ceará de Cinema e Vídeo 2001

 

Outros prêmios

Melhor Edição. “Não deu tempo” de Tibico Brasil, X Cine Ceará 2000..